Cursos, Assessoria e Consultoria em Siconv, Elaboração de Projetos e Captação de Recursos

Blog

  • MINISTÉRIO DA CULTURA
  • 23/10/2017

Alex Braga e Christian de Castro são nomeados para a Ancine

Foram publicadas na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União as nomeações de Alex Braga Muniz e Christian de Castro para a diretoria da Agência Nacional do Cinema (Ancine), instituição vinculada ao Ministério da Cultura. Castro e Muniz, que tiveram suas indicações ratificadas pelo Senado Federal, exercerão mandato de quatro anos. A posse será na próxima terça-feira (24), no Rio de Janeiro.

Graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e especializando em Direito Público na Universidade de Brasília (UnB), Alex Braga Muniz é membro da Advocacia-Geral da União desde agosto de 2002 e faz parte da Ancine desde 2003, quando ocupou o cargo de coordenador de Consultoria da Procuradoria Federal junto à Agência. Desde outubro de 2009, exercia o cargo de procurador-chefe da Procuradoria Federal junto à Ancine.

Há 18 anos no mercado do audiovisual, Christian de Castro foi sócio de consultoria especializada em economia criativa, empreendedorismo e capital de investimento no desenvolvimento de serviços relacionados à modelagem de negócios, estruturação financeira, planejamento estratégico, desenvolvimento de projetos e gestão para empresas, especialmente para o setor de entretenimento, mídia e audiovisual. Na vida acadêmica, cursou Engenharia Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) e Engenharia de Produção Mecânica pela Universidade Paulista (Unip). É pós-graduado em Film & Television Business pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e em Gestão do Conhecimento e Inteligência Empresarial pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Sobre a Ancine

Criada em 2001, a Ancine é uma agência reguladora que tem como atribuições o fomento, a regulação e a fiscalização do mercado do cinema e do audiovisual no Brasil. É uma autarquia especial, vinculada desde 2003 ao Ministério da Cultura.

A agência é administrada por uma diretoria colegiada composta por um diretor-presidente e três diretores, todos com mandatos fixos, aos quais se subordinam cinco Superintendências: Análise de Mercado, Desenvolvimento Econômico, Fiscalização, Fomento e Registro, além das Secretarias Executiva, de Gestão Interna e de Políticas de Financiamento.

Assessoria de Comunicação

Ministério da Cultura