Cursos, Assessoria e Consultoria em Siconv, Elaboração de Projetos e Captação de Recursos

Blog

  • CAPTAÇÃO DE RECURSOS
  • 26/10/2017

Dia a dia do Terceiro Setor em sua Captação de Recursos para seus Projetos

Dia a dia do Terceiro Setor em sua Captação de Recursos para seus Projetos

Uma boa parte das Organizações da Sociedade Civil, se duvidar quase todas, acabam correndo para os meios de captação de recursos já tradicionais. Algumas promovem o famoso bingo, almoços ou jantares beneficentes para arrecadar algum fundo, outras preferem fazer rifas para conseguir seus recursos tão importantes. Algumas estão já pensando em criar projetos com geração de renda própria com a comercialização de seus produtos. Existem várias outras formas de captar recursos, porém muitos acabam fazendo sempre o mesmo, e com isso acabam desanimando no meio do caminho e perdem o foco na hora de conseguir estes recursos com seus doadores ou patrocinadores.

Existem formas de captar recursos através de pessoas físicas, porém nós seres humanos precisamos estar motivados para fazer uma doação. Como este obstáculo precisa ser vencido pelas OSCs, o melhor a se fazer com a pessoa que você pretende buscar algum recurso é trazer ela para sua instituição, apresentando a ela e passando a confiança o qual ela quer ter, para poder incentivar algum projeto seu. Faça com que a pessoa se sinta parte da instituição, que se sinta importante, bajulada e mostrar que sua doação é tão importante quanto a instituição. Não esqueça de mostrar o que você pretende fazer com o projeto a ser incentivado, as pessoas precisam ver e confiar em algo que elas não conhecem ou dominam.

Com o objetivo de fazer acontecer com o projeto proposto, os colaboradores da instituição devem estar comprometidos com o projeto, para que este processo de captação se torne mais fácil. São os colaboradores com a ajuda de sua experiência do dia-a-dia, saberão melhor do que ninguém apresentar o projeto para algum investidor. Nesta hora, a instituição precisa de colaboradores “vendedores de sonhos” pois são elas que irão colocar em prática e com propriedade todo o projeto. Uma forma simples e de fácil alcance é solicitar aos colaboradores que falem do projeto com seus conhecidos e familiares, peçam que divulguem nos meios de comunicação como redes sociais, pois atingindo um grande número de pessoas, maior a chance de captar tal recurso.

Dia a dia do Terceiro Setor em sua Captação de Recursos para seus Projetos

Outra fonte muito importante e que muitos já vem aplicando desde sua fundação é recorrer as empresas, os quais se identificam com seu projeto. As empresas procuram de alguma forma incentivar algum projeto junto à comunidade onde se está instalada. As entidades recorrem a elas para conseguir utensílios de sua necessidade como materiais, técnicos, doações em dinheiro, brindes, entre outros. Mas existem muitas empresas que gostariam de incentivar muito mais, porém desconhecem a lei.

Existe a possibilidade destas empresas incentivarem os seus projetos através de meio legal. Uma ótima oportunidade para você apresentar a eles e poder concretizar seu projeto muito mais fácil. Uma delas é através das Leis de Incentivo Fiscal, com estas Leis as empresas poderão contribuir com uma parte de seus impostos devidos a Receita Federal. Podendo assim, ser uma fatia muito maior de contribuição para sua entidade, ao invés de ser sempre uma “esmola”. Pense nisto.

Você já pensou em fazer um evento na sua instituição? Muitos recorrem a esta opção para divulgar e promover os seus projetos mostrando suas necessidades. No evento, a instituição pode arrecadar recursos e interagir com seus patrocinadores, quem sabe fidelizar e se tornar parte da mesma. Pense em divulgar e trazer para seu evento o maior número de pessoas e empresas, pois são elas que podem ser seus futuros investidores ou patrocinadores do projeto, não perca a oportunidade de apresentar, mostrar o quão importante é o incentivo deles.

Estes eventos você pode fazer em datas comemorativas ou criadas pela instituição, o interessante é criar um calendário anual de eventos, para que a comunidade e as empresas tenham conhecimento, tornando-as mais próximas da instituição. Mas estes eventos, ou calendário requer muito planejamento, pois devemos nos organizar, preparar cada detalhe do evento. Uma delas é a divulgação, para que se tenha sucesso, divulgue com bastante antecedência.

Aprenda como Elaborar um Projeto Corretamente

Conforme dito, muitas instituições estão recorrendo para sua própria geração de renda, criando sustentabilidade. Atualmente esta fonte de recurso está sendo muito utilizada, criando muito menos dependência do Estado. Assim, elas podem vender ou prestar serviços para a comunidade e garantindo os recursos necessários para continuar com seus serviços prestados à população. Muitos destes trabalhos acabam descobrindo vários outros talentos e de uma forma ou de outra sendo melhor aproveitada pela instituição. Com esta forma de gerar renda, as instituições estão começando a pensar diferente, tornando-se uma empresa em prol da comunidade. Todos estes detalhes de geração de renda é interessante você consultar com seu contador ou advogado.

Você já deve ter recebido muitos e-mails certo? Já trabalhou com e-mails para buscar seus recursos? Este meio de comunicação com seus futuros incentivadores já é usado a anos. Mas para você ter sucesso, tome cuidado como você irá abordar seus contatos. Cada projeto precisa ter uma forma diferente de ser abordado. Num primeiro disparo de e-mail para seus contatos, tente apresentar sua instituição, mostre a importância do seu trabalho. Para o contato do e-mail se tornar um investidor do projeto, você precisa criar um vínculo com ele. Mande e-mails não formais, tente interagir com a mesma. Não envie e-mail todos os dias, tome cuidado quanto a isto. Informe a ele todos os projetos da instituição, apresentando a ele a importância e o impacto causado na vida das pessoas. Por fim mande um e-mail pedindo para que seja seu investidor, tornando-o importante.

Já ouviu falar da expressão cara-a-cara? Umas das melhores formas de você passar confiança ao seu investidor, muitas instituições utilizam deste meio para atrair investidores. Muitos são voluntários que correm atrás do objetivo da instituição, são elas que fazem acontecer. As abordagens feitas por estas pessoas acabam sendo uma forma de apresentar o projeto e mostrar a importância deste trabalho. As pessoas que incentivam os projetos precisam ser tocadas, comovidas. E garanto para você que dá resultado.

Com todas estas formas tradicionais de captar recursos, muitas instituições estão passando por dificuldades financeiras, prestes a fecharem as portas. Muitas delas já contam com equipes de captadores de recursos, mas mesmo assim, sem sucesso. Sem contar que o País vive uma das suas piores crises financeiras, afetando assim as empresas e pessoas físicas os quais muitas gostariam de investir em você. Mas precisamos se atualizar, buscar formas, ter ideias de como passar por esta fase, já vimos que não basta apenas fazer bonito, precisamos ter conhecimento de outras fontes. Acabou o tempo de pedir esmola, ainda mais, se precisamos de um valor alto para execução de projetos grandes. O Terceiro Setor vem se capacitando cada vez mais, pois observou-se tamanha importância, tendo uma gestão qualificada e se tornando praticamente uma empresa. Não basta mais ficar pedindo para conseguir o que desejamos, é preciso saber mais, encontrar as fontes certas, ter este conhecimento, caso contrário, morreremos no caminho.

Aproveito para convidar você a entrar em nosso GRUPO no WHATSAPP para conhecer e receber novidades do Terceiro Setor e Administração Pública. Clique aqui!

Quer conhecer nossos cursos sobre Captação de Recursos? Conhecer muitas outras fontes? Clique aqui!

Autor: Douglas Link – Squadra Consultoria